ASSOCIACAO DOS DEFENSORES DOS ANIMAIS DE OURINHOS

A ADAO surgiu da força de vontade de uma única pessoa, a qual é a Sra. Conceição da Silva, que sempre gostou de qualquer tipo de animais, principalmente de cães. Tudo começou defronte sua residência situada na Rua Souza Soutelo, 45, centro da cidade de Ourinhos, onde ela colocava todo dia na sua calçada um pote com água e outro com ração, onde vários cães passavam em diversos horários para se alimentar. As pessoas maldosas, passavam e criticavam tal atitude, dizendo que a água poderia juntar dengue e que a comida poderia juntar bichos, mas eles não sabiam que aquela água e aquele alimento não ficavam ali por muito, pois a freqüência de animais era muito grande, e inclusive nos finais de semana e feriados, onde a procura era constante, pois quem tem fome não sabe distinguir os dias, mas sim que necessitam de se alimentar, uma questão de sobrevivência natural. No entanto, aos poucos dona Conceição, como era conhecida, foi conquistando as pessoas de seu convívio e a história começava a ter uma dimensão além da frente de sua residência, ganhando adeptos de outros lugares e aumentando os locais de ponto de abastecimento. O mais interessante é que os animais que passavam pelo local e se alimentavam, voltavam no dia seguinte no mesmo horário, e como um conto de mágica, eles traziam um companheiro, dando a impressão de que eles se comunicavam e transmitiam uns aos outros de que havia um lugar na cidade onde poderiam matar sua fome e sua sede, mesmo que fosse por um dia. Depois de alguns anos neste trabalho de "formiguinha", a Dona Conceição resolveu fazer algo a mais, buscando ajudar ainda mais animais. Então começou a se comunicar com outras entidades que cuidam de animais, e através de contato com uma associação de uma outra cidade, recebeu todo o material necessário para montar uma entidade que pudesse lutar pelo interesse dos animais abandonados e sofredores de maus tratos. Diante de tais documentos, foi criado um estatuto, onde várias pessoas que estavam imbuídas do mesmo propósito se reuniram e fundaram a ADAO, com CNPJ nº04.435.294/0001-35, onde, apesar de não obterem recursos suficientes para dar seqüência no projeto, contando com a colaboração de todos os membros fundadores. Cada um teve seu papel, sendo a maior dificuldade convencer as pessoas a fornecer seus dados pessoais e assinar a ata inaugural. Conseguimos então o número mínimo de assinaturas, e no dia 14/04/01 a ADAO teve sua fundação legal. O segundo passo foi conseguir um local para abrigar os animais que seriam retirados das ruas, o que não era fácil, tendo em vista a entidade não ter um ano de legalização, e tudo que solicitamos das entidades públicas era negado por este fato; o desejo de ajudar os animais era muito grande por parte de todos, porém não tinhamos o local, mas Dona Conceição nunca desistiu. Foi quando ela ficou sabendo de um lugar onde tinha muito espaço, um barracão abandonado e que poderia servir provisoriamente para abrigar os animais. Diante de tal informação, começamos a investigar quem era o proprietário, tendo noticias de que o local estava embargado na Justiça por motivo de dívida, e que o responsável era o Sr. César Benedito Balbino. Entramos em contato com o mesmo e este vendo a dificuldade da Entidade, e após muita conversa, foi firmado um acordo, onde ele permitia que a ADAO ocupasse o local até quando fosse decidido seu destino, o que se concretizou na data de 07/07/01. Com direito de posse do local, iniciou-se a campanha de arrecadação de material para adequar o local para receber os animais abandonados, o que até aquela data, os poucos animais que eram retirados das ruas, ficavam nas residências de alguns membros da entidade, que após receberem os cuidados necessários, eram doados e tinham um novo lar para viver.

MAX ID: 10104

PRESIDENTE: CONCEIÇÃO DA SILVA
gabrielsouzaevc@gmail.com
SANTANDER:
Agência: 018 Conta corrente: 13003664-8

Fone: (14) 3324-3725 / (14) 9910-6073
Facebook

Animais Mantidos

Cães
600
Gatos
100