Patinhas de Anjo

Ola´! sou Daniel Mello, moro em Pará de Minas e vou contar a vocês como o abrigo Patinhas de Anjo nasceu. Cresci em uma família muito humilde e com 10 anos já trabalhava para ajudar minha família, que no meu caso minha única família é minha mãe, meu pai faleceu quando eu tinha 4 meses. Aos 14 anos já trabalhava de carteira assinada e sempre amei animais: cães, gatos, galinhas , patos enfim, todo tipo de animal, afinal de contas eu sempre tive esses animais presentes em minha vida. O tempo foi passando, passei por vários caminhos e nem sempre acertei em todas as escolhas que fiz, mas um dia minha relação com os animais mudou. Nos momentos em que mais precisei pude ver o amor dos animais, na forma com que me olhavam quando chorava, era diferente, um carinho fora do normal. Um dia voltando do trabalho de madrugada, na época eu voltava de Kombi vi dois olhinhos na estrada, era um filhotinho de gato, pedi que o motorista parasse imediatamente, o peguei e levei para uma clínica veterinária, ele estava fraco e ficou internado por 3 dias, na época paguei R$800,00 por todo os procedimentos e mesmo depois de tudo, ele faleceu. Não me arrependo! Faria tudo outra vez... aliás, eu fiz! Depois de um tempo perdi o meu sobrinho e caí em uma crise de pânico, fiquei na cama meses, afastado do trabalho, fazia minhas necessidades na cama mesmo, era um horror! Hoje continuo em tratamento. Mas afinal porque os animais se tornaram tão importantes na minha vida?! Bom, por causa da doença eu não saía de casa, tinha medo de tudo e de todos, mas um dia precisei sair, e foi ai que tudo começou. Quando cheguei na esquina vi um cãozinho vira lata preto e branco, o cumprimentei e continuei andando. Entro no banco e quando olho pro chão, lá está o cãozinho, sai do banco e fui para padaria e quando escuto a moça da padaria tocando um cachorro para fora, era ele mais uma vez, depois fui a farmácia e o balconista também tocava um cão para fora, adivinha?! sim! era o mesmo cãozinho. Ixe! a doença veio a tona, por causa da crise de pânico achei que tinha alguém me perseguindo e fui embora correndo! Chegando em casa, abri o portão e não percebi que o cão ainda me seguia. Por causa do desespero me esqueci de colocar crédito no celular, pedi a minha mãe que colocasse água e comida para ele e que deixasse o portão aberto para que ele fosse embora para seu dono, e fui colocar crédito no telefone. Quando voltei o portão estava fechado e quando entro quem estava no sofá? o cãozinho! deitado como se já morasse lá a anos e até hoje ainda mora. O cãozinho daquela época hoje se chama Samuel e é por ele que hoje sou outra pessoa. Hoje tenho um abrigo com mais de 350 animais entre cães e gatos, passo muita dificuldade mais amo e luto por todos eles. Hoje sou conhecido como Daniel dos cachorros ou Protetor Daniel. Em 2016 me tornei vereador e também sou chamado de vereador dos cachorros. Amo tudo o que faço por eles, mas meu sonho é um dia ter um abrigo próprio, sem ter que pagar aluguel, um abrigo com melhor estrutura para poder continuar resgatando esses anjinhos que Deus colocou em minha vida.

MAX ID: 12096

Dono: Daniel Mello
danielpatinhasdeanjo@gmail.com
Caixa:
Agência: 0137 Conta corrente: 3064-3

Fone: (37) 9914-7946 / (37) 9911-4197
Facebook

Animais Mantidos

Cães
220
Gatos
120